Category: Benfica


Faz o golo “allez”

O próximo Domingo vai ser um dia emocionante e vibrante.

Não sei se feliz – o Braga também poderá ser um justo campeão.

Sei que pelas 20:00 estarei emocionado. Lágrima no olho.

Campeão, ou não, haverá algo certo. Orgulho por sentir esta camisola.

Obrigado Benfica.

Anúncios

Factos inevitáveis

O 32º título do Benfica está para as expectativas dos Benfiquistas como a chegada do FMI para o País.

Ambos vão chegar. Só falta saber em que semana.

26

Carris pondera nova carreira entre Benfica e Campo Grande.

O “clássico” dos “clássicos” joga-se hoje.

Parabéns

Paixão, dedicação, respeito e orgulho. 106 anos de história.

Estamos todos de parabéns.

Carrega Benfica!

E no fundo é isto

Meia-noite. “É só mais esta e vou para casa.”

A assertividade da declaração de um “lagarto” (Lagarto do Sardoal – não daqueles que seguem a agremiação que se apresenta atrás do LIDL do Campo Grande) nestas circunstâncias, tem tanto de verdade como ouvir o admirável líder da cortelha governativa lusitana a falar do fim da crise ou das virtudes do TGV.

E um defesa-esquerdo? Só falta um defesa-esquerdo.

Para consolo: veste de águia ao peito o melhor jogador da Liga Sagres. Para ti Javier, um forte abraço do sócio 204668.

Eu sei que não devias estar a jogar por aqui, mas vou fazer de conta que não percebo…

Benfica vs Porto

Bancada: meo

Porta: 16

Piso: 3

Sector: 22

Fila: AG

Lugar 6

Com anginas e meio combalido pelo frio, há coisas que não se podem falhar.

Um dos maiores clássicos do Planeta Futebol.

javi_garcia

Benfica 1- 0 Naval (Javi Garcia, 89′)

O Barbas

jorge jesus

Jorge, corre por aí que és Lagarto. Neste momento sei que és o mais benfiquista de todos nós.

Estou a gostar muito disto tudo. Tenho 30 anos. O melhor futebol que vi o Benfica jogar nestes 30 anos, tem sucedido nos últimos 3 meses.

Não sei se isto vai ser assim a toda a época. Acho que tu, Jorge, és o primeiro a achar que isto vai acabar mais cedo ou mais tarde. As tempestades de golos, a subjugação do adversário, a pressão altíssima, a velocidade de acção/reacção do Saviola, os sprints imparáveis do Di Maria, a defesa sólida e segura. Até o Cardozo, que não anda a jogar um chavo, meteste a melhor goleador das ligas europeias.

Mas Jorge, estás a criar-me um problema. No Sábado basta que marques menos de 5. Caso contrário, colocas-me com um problema capilar facial de alguma monta. Ainda me falta alguma densidade e comprimento mas mais umas 3 ou 4 jornadas a golear, e fico próximo de rivalizar com o “nosso” Barbas.

Um abraço deste teu amigo (que ficará satisfeito só com 0-3).

batman

Normalização do óptimo

logaritmoComo gerir a constância da excelência?

No seguimento das sucessivas boas exibições, e respectivas goleadas, do Benfica 09/10 começa a surgir uma tendência generalizada para menosprezar a excelência. Quando nos habituamos a algo que é muito bom, o muito bom entra num registo de normalidade à prova de surpresa. Ou seja, tudo o que seja abaixo, do que se convenciona passar a ser normal, corresponde a um decréscimo de qualidade.

Esta questão pode ser decalcada para inúmeras vertentes da experiência humana. Quantas vezes somos sujeitos à persistência do óptimo nas nossas vidas e com o passar do tempo passamos a desvalorizar esse “óptimo”? No fundo, somos seres quase sempre não conformados, mas o desgaste que o inconformismo da normalização do óptimo pode acarretar tolhe o discernimento e a gratidão face aquilo que a vida nos traz. O segredo de tudo isto pode passar por decalcar o conceito da função logaritmo para essas ocasiões. Um crescimento rápido no momento da percepção das situações e com o passar do tempo uma estabilização no crescimento da surpresa mas com a noção que estamos a passar por uma regularização daquilo que é a nossa percepção do que é muito bom. E com sorte, e de acordo com logaritmo, conseguirmos perceber que o constante estimulo e acicate das situações, o que é muito bom – ou já normal no caso – pode ficar ainda um pouco melhor.

Este ano será do Óscar.

Oscar_Cardozo