Será impressão minha ou já (quase) toda a gente encara como normais evidências desta estirpe?

A confirmação destes factos, a juntar ao delicado historial de Sócrates – neste instante apeteceu-me ser polido e tratar condutas calhordas por “delicadas” – só podem desembocar numa única conclusão. Este primeiro-ministro (chamo a atenção para a titulação em letra minúscula do cargo) não tem condições morais e éticas para se manter em funções. Esta questão já vai muito para além de competência política.

A cada dia que passe desta pantominice estaremos a enterrar a dignidade das intituições, da democracia e do País.

Basta.

Nota: Depois da intervenção do Professor Adelino Maltez no “Jornal das 9” da SIC – Notícias de hoje, estou a aguardar serenamente o encerramento do sinal da estação televisiva por parte das entidades chavistas lusitanas; aquelas que regulam a  informação e opinião “adequadas” para serem apresentadas ao país..

Anúncios