Gabo os profissionais da aquisição de presentes. Os que elaboram listas e que sabem exactamente o que oferecer e onde comprar – desta capacidade tenho alguma inveja. Aqueles que sabem que o presente da moda – e que toda a gente quer – está na loja X, ou que na loja Y está uma promoção muito jeitosa de um conjunto com loção de barba juntamente com um creme hidratante com leite de búfala das estepes mongóis.

O comprador de presentes de Natal, dito profissional, percorre lojas e lojas na busca do Santo Graal das dádivas natalícias. Com entusiasmo, convicção e alegria.

A única conclusão a que chego, depois de ter passado três horas num centro comercial, é que é preciso resistência física para a tarefa. E paciência.

Anúncios