chavez_socrates

Na senda da esquerda moderna e libertária do grande visionário sul-americano, vivemos hoje um dos dias mais tristes da liberdade de expressão e de imprensa deste país.

A 23 dias das eleições legislativas, numa decisão que parece ser emanada a partir de um difuso gabinete em Madrid, é cancelado o Jornal Nacional da TVI.  O argumentário de “razões económicas, em consequência de uma reestruturação em curso” é tão pífio que merece poucas considerações. Sendo uma estação comercial e tendo no Jornal Nacional um líder de audiências, parece-me contraproducente aniquilar uma das boas tetas de receitas publicitárias.

Já se disse tudo sobre o Jornal Nacional da TVI. É um espaço noticioso de ética, gosto e qualidade bastante duvidosa, mas que está sujeito a regras judiciais e institucionais como qualquer outro. Os visados que entenderem que se comete algum tipo de crime naquelas peças jornalísticas, podem accionar judicialmente jornalistas e a própria estação de televisão. A justiça decide a calúnia e a injúria, mas nunca pode julgar a qualidade e o estilo. Esse julgamento é feito pelos espectadores. Quem não gosta, não vê – eu não vejo.

O Jornal Nacional regressava amanhã de férias. Continuaria com estilo opinativo enojado de Manuela Moura Guedes, com a  análise torcida, vocalmente e no estilo, de Pulido Valente, e com mais umas quantas peças bombásticas sobre o caso Freeport, licenciaturas ao domingo, projectos de engenharia assinados por terceiros. Já não falando no penoso arrastar de uma legislatura falhada. Mas estava lá. Livre e sujeito às apreciações dos espectadores e dos visados.

Talvez ainda reste uma ligeira pontinha de vergonha nesta gente e só por isso ainda não se decrete o fecho de rádios e televisões como faz o grande visionário sul-americano.

Adenda: No mesmo dia, temos também a notícia que as pressões à liberdade não são feitas somente junto das administrações dos grandes grupos de media.

Adenda 2: Já cá faltava a intervenção despudorada do grande educador do regime.

Perderam a vergonha, não é?

Anúncios